Buscar

Saara 1001: Tudo o que você precisa saber antes de viajar

Atualizado: 8 de mar.

Quando as pessoas nos procuram para fazer um roteiro ao Marrocos, é quase unânime: uma noite no deserto do Saara é essencial. Afinal, quem não quer viajar pelo deserto, dormir em tendas e ter uma experiência digna de 1001 noites?

Já falamos sobre o deserto em outro post, mas como sabemos que as dúvidas sempre podem aparecer, juntamos mais algumas questões importantes que você precisa levar em consideração antes de planejar sua viagem.

Antes de qualquer coisa, é bom lembrar que, se você já foi ao deserto de Dubai: não tem nada parecido. Então, para que você não crie expectativas erradas, separamos alguns fatos:

  • O Saara é o maior deserto quente do mundo, com mais de 9 milhões de quilômetros quadrados;

  • Não espere uma experiência morna. Lá no Saara ou estará muito quente ou muito frio. Além disso, tudo é muito longe. Se prepare antes;

  • Esse deserto ocupa 11 países, mas no Marrocos os acessos costumam ser mais longos. Para chegar nele, você precisa cruzar a Montanha Atlas e esse trajeto pode ser feito de carro (o mais longo, entre 7 e 13 horas), voos comerciais da Royal Air Maroc (que acontecem a cada 4 dias) ou aviões particulares. Os aeroportos também são longe das dunas, então caso resolva ir de avião adicione mais duas horas de viagem de carro;

  • Os acampamentos realmente ficam no meio do deserto, nada de puxadinho de areia do lado da estrada. Para chegar em um, você precisa pegar um 4x4 e cruzar as dunas por quase duas horas;

  • Mesmo assim, os acampamentos oferecem tendas de luxo com cama e banheiro dentro da tenda, caso dormir na tenda seja um pouco aventureiro demais para você;

  • Imprevistos acontecem. Tempestades de areia dificilmente são previstas e podem atrapalhar, sim, seus planos. Em alguns casos, a viagem não é cancelada, mas às vezes os acampamentos precisam ser desmontados. Se for o primeiro caso, se proteja e curta o momento como puder!

  • Quem cuida da estrutura dos acampamentos são os touaregs, homens que nasceram no deserto e o conhecem muito bem. Pode confiar neles! E aproveite para ouvir suas histórias incríveis.

  • Não esqueça de levar remédios na mala: antialérgicos, soro em pó para reidratação e outros remédios para diarréia, enjoo e outras dores. O risco de acontecer algo é baixo, mas as farmácias mais próximas ainda ficam muito longe, então é melhor prevenir;

  • Na maioria dos dias o tempo no deserto é ensolarado, mas nunca diga nunca para os dias nublados;

  • Não, as tendas não têm ar condicionado. No calor, a melhor solução é deixar as tendas abertas para a brisa entrar. No inverno, eles têm edredons e cobertores a vontade;

  • Sempre se informe sobre a viagem ao deserto antes mesmo de comprar suas passagens! Converse sobre a sua agência de turismo (oi, vamo fechar?) sobre o roteiro antes de fechar com a companhia aérea, porque às vezes você pode desembarcar em um aeroporto diferente e complicar a logística;



Podemos te garantir: ir para o deserto é uma experiência incrível, seja com tempestades de areia, dias nublados, calor, frio ou andanças longas. Esteja com a mente e o coração abertos para aproveitar tudo de mágico nesse lugar: os vilarejos, modos de sobrevivência e condições de vida bem diferentes da sua, passará por lugares que nunca imaginou e voltará completamente mudado.


0 comentário